22 de julho de 2009

Noite!..


Noite!..

Observo-te!... Teu campo, teu domínio
Tua grandeza, tua proporção
Causa em mim, um tal fascínio
Que me entrego à contemplação...

Um oceano negro, salpicado
Reluzindo um brilho desigual
Em cada ponto teu, que é prateado
Há uma incerteza natural

Envolve a Terra com simplicidade
Interfere no comando da razão
Negas ao mundo tua claridade
Pois teu segredo, habita a escuridão

Os astros, súbditos de teu reinado
São carícias, em teu revolto manto
Inspiram mistérios velados
Que chegam a causar-me espanto...

Sugere sempre o desconhecido
Incita toda a sensibilidade
Dominas o rumo de quem foi vencido
Pela fraqueza da curiosidade...

Causa-me inquietação
Quase um medo de te conhecer
Receio tua força, tua solidão
Quando te afastas ao amanhecer..

Céu... Infinito... Paraíso!
Quem sabe o que és realmente
Permaneces num acto conciso
Acolhendo este planeta incoerente...

Meus olhos brilham ao observar-te
Porto de almas infantis!
Meu coração deseja revelar-te
O quanto na verdade, me fazes feliz..

by Cill

4 comentários:

Bela disse...

É muito mais fácil atribuir á noite um aspecto negativo, por isso é que gostei tanto de ler este poema.
Atribuir mistério e beleza á noite é um feito muito lindo.
um beijo

Katy disse...

A escuridão e seus mistérios...
Gosto de mistérios mas não muito da escuridão, ela me assusta...
Gostei de te ver lá no outro blog também. Obrigada pelo carinho!
Beijinhos!

Princesa disse...

Boa noite meu bom amigo
o dia hoje mais fresco embora com uns pingos pelo meio mas está bem melhor e noite é que não promete e como eu adoro a noite por isso este seu post hoje mexe comigo, de alguma forma,
à noite penso, á noite sonho
é a noite que me inspira, que me dá ideias

Vive de tal forma que deixes pegadas luminosas
no caminho percorrido, como estrelas
apontando o rumo da felicidade
e não deixes ninguém afastar-se de ti
sem que leve um traço de bondade,
ou um sinal de amor da tua vida...

Um lindo dia para si !

um beijo

Graça Pereira disse...

Gosto da noita, onde as emoções são mais fortes e descobrimos palavras cheias de ternura que põe estrelas nos nossos sonhos. Gosto das noites de luar, com raízes lonjiquas mas fortes que crescem no silêncio das horas sem nada. Gosto das noites, onde baixinho, posso ler um poema de amor como este. Gosto das noites em que a vida se inventa e há caminhos novos para percorrer. Gosto das noites com estrelas multiplicadas tornando o amanhã, muito mais fácil. Obrigada por este poem TÃO BONITO. Boa noite! Graça