8 de julho de 2009

Madrugada!...


Madrugada!...

Horas silentes...
A cidade adormecida
Descansa de outro dia,
Extenuante, mas palpitante de vida;
De amares, de amores,
Esperanças, frustrações...
Leitos aquecem corpos que se desejam,
Raios de luar nas ondas do mar despejam
Purpurinas espumantes,
Ecos-suspiros de amantes...
E de veladas canções...

Soluça o vento, ao bailar dos arvoredos,
Geme baixinho, sussurrando os segredos
Que emanam, murmurantes,
De sequiosos corações...

E no meu peito, meus mais secretos desejos,
Buscam do luar os flutuantes lampejos:
Participar também querem
Do festival de emoções...

És, madrugada, companheira solidária,
Dos meus anseios, a total depositária,
Dos devaneios, a cúmplice mais leal...
E, quando o sol esparrama no horizonte
Os fulgores de sua flamejante fonte,
Voltam os ritos do nosso mundo real...
Mas permaneço na minha credulidade
Que essa magia ainda será verdade...

E em breve adeus,
Num aceno de bonança,
A madrugada se vai,
Resguardando a esperança
Que nela eu sempre ponho!

É alvorada no tempo,
É despertar do meu sonho...

Or. Martins

6 comentários:

Katy disse...

"É despertar do meu sonho"........sempre há um despertar, não?! :( rsrs!
Thanks pelos parabéns!!!
Beijinhos.

Princesa disse...

Olá boa tarde meu amigo
Cá estou eu no meu paraiso que este ano fica a dever muito ao paraiso mas hoje até que nem me posso queixar muito já consegui ver o sol, mas olhe que estava dificil já nem sabia se haveria sol ou era só um sonho mas o malandro hoje perdeu a vergonha e cá apareceu, o dia está melhor já deu para dar um mergulho e queimar um pouquinho, por aí sei que está muito calor aqui está bem melhor uma boa temperatura.

Este seu post madrugada bem a meu gosto está entre o dia e a noite e no verdadeiro sonho adorei este post lindo de verdade

"O nosso caminho é feito
pelos nossos próprios passos...
Mas a beleza da caminhada
depende dos que vão conosco!"

Tenha amanhã um bom dia com tudo de bom
beijinhos

Casal do Arrocha disse...

Passando rapidinho pra deixar um cheiro!
Bjs...

Katy disse...

Querido, tem algo para você lá no meu Blog.
Beijinhos.

Graça Pereira disse...

Eu nãO SABIA que os gatos faziam poemas...pela madrugada, claro, que é quando eles regressam a casa pelos telhados.
Brincadeiras à parte, a Madrugada...está linda! Um bj Graça

neide disse...

Querido amigo, amei seu poema.

Adoro a madrugada com seus encantos e seus amores.

Leitos aquecem corpos que se desejam,
Raios de luar nas ondas do mar despejam
Purpurinas espumantes,
Ecos-suspiros de amantes...
E de veladas canções...

Perfeito, lindo!

Bjsss