11 de junho de 2009

Não És Tu!..


Não És Tu!..

Era assim, tinha esse olhar,
A mesma graça, o mesmo ar,
Corava da mesma cor,
Aquela visão que eu vi
Quando eu sonhava de amor,
Quando em sonhos me perdi.

Toda assim; o porte altivo,
O semblante pensativo,
E uma suave tristeza
Que por toda ela descia
Como um véu que lhe envolvia,
Que lhe adoçava a beleza.

Era assim; o seu falar,
Ingénuo e quase vulgar,
Tinha o poder da razão
Que penetra, não seduz;
Não era fogo, era luz
Que mandava ao coração.

Nos olhos tinha esse lume,
No seio o mesmo perfume ,
Um cheiro a rosas celestes,
Rosas brancas, puras, finas,
Viçosas como boninas,
Singelas sem ser agrestes.

Mas não és tu... ai!, não és:
Toda a ilusão se desfez.
Não és aquela que eu vi,
Não és a mesma visão,
Que essa tinha coração,
Tinha, que eu bem lho senti.

Almeida Garrett

4 comentários:

Princesa disse...

Mais uma vez meu amigo agradeço suas palavras sempre com muito carinho no meu blog, estou pensando seriamente no livro não sei como começar mas vou escrevendo de algum modo e um dia junto tudo e logo se vê o que sai, eu quando penso numa coisa vou até qo fim sou presistente e espero fazer algo de bom , vou tentar obrigado pela força.

Como sempre mais um bom post e palavras para quê adorei apenas.

Encontrar um amigo é descobrir
um tesouro e talvez seja até mais;
pois um amigo é sempre alguém que traz
mais consistência a nós: por existir.

Um tesouro é inerte e tanto faz
qual sentimento estamos a curtir
Um tesouro não tem como influir.
O amigo é diferente: ele é capaz
de se alegrar conosco ou de sofrer
quando estamos sofrendo.

Um bom amigo
eu hei de conservar sempre comigo
a fim de me escutar e compreender
a fim de, se eu errar, me aconselhar
e, se eu cair, do chão me levantar.
Um bom dia amanhã para si.

Um beijo com muito carinho

Palma da Mão disse...

Linda escolha, este é mais um daqueles poemas de Almeida Garrett, que apesar da beleza da sua escrita, faz referência à desilusão que o olhar nos apresenta, após o rasgar da alma...
Beijinhos

~*Rebeca e Jota Cê *~ disse...

Querido amigo,

Fico encantada com tantas palavras lindas e cheias de carinho. Estou aqui com Jota Cê e só deu pra responder agora, desculpa. O amor é algo que quando vem, vem com tudo. Não sei como não escreve essas coisas lindas no seu blog. Cada comentário seu é digno de um post. Homem sensível, que sabe sentir todas as emoções.

Beijo imenso.

Rebeca

-

Dione disse...

Olá...
Vim agradecer as palavras de carinhosas, desejar um ótimo final de semana e deixar um grande beijo!