7 de maio de 2009

Desejo!..


Desejo!..

Quero estar bem junto a ti, a qualquer hora
Não importa a quilometragem e a distância
Pra saciar a minha sede, a minha ânsia
de ter-te enfim, comigo, aqui e agora.

Todo este tédio, o meu céu descolore
E talvez seja a falta da tua presença
Porém me fica a esperança,fica a crença,
De ter-te, um dia, mesmo que demore.

Quero tua boca, o teu corpo e o teu beijo.
Pra saciar a minha fome de desejo
E apagar este fogo que me inflama.

Depois do gozo, acariciar tua pele nua
E nem me importar, se com ciúme, a lua
Vier deitar junto de nós, na mesma cama.

Jenário de Fátima

5 comentários:

Sue disse...

Belíssimo soneto! Parabens!
Bjs!

A Lobba! disse...

Amei! Lindo demais! Estou me ausentando por 15 dias por motivo de saúde, se eu não aparecer não estranhe! Grande beijo pra ti!
Lambidas da Lobba!
Como vai o livro?

Seline disse...

Querido amigo,
Difícil de suportar a urgência do desejo...
Lindo o poema.
Reflexo da alma que o escolheu para presentear quem por aqui passa :)
Beijo no coração

Dione disse...

Oi,Gato!
Adorei... Passei aqui também pra te desejar um ótimo final demana, ok??

Beijinhos!

Princesa disse...

Amigo
primeiro que nada obrigada pela atenção esta maldita gripe não me quer deixar agora e esperar dizem que são 3 dias vamos ver mas incomoda e muito.

Lindo o seu poema de hoje como sempre adorei

um beijo e mais uma vez obrigado