8 de abril de 2009

Esplêndida!..


Esplêndida

Ei-la! Como vai bela! Os esplendores
Do lúbrico Versailles do Rei-Sol!
Aumenta-os com retoques sedutores.
É como o refulgir dum arrebol
Em sedas multicores.

Deita-se com langor no azul celeste
Do seu landau forrado de cetim;
E os seus negros corcéis que a espuma veste,
Sobem a trote a rua do Alecrim,
Velozes como a peste.

É fidalga e soberba. As incensadas
Dubarry, Montespan e Maintenon
Se a vissem ficariam ofuscadas
Tem a altivez magnética e o bem-tom
Das cortes depravadas.

É clara como os pós à marechala,
E as mãos, que o Jock Club embalsamou,
Entre peles de tigres as regala;
De tigres que por ela apunhalou,
Um amante, em Bengala.

É ducalmente esplêndida! A carruagem
Vai agora subindo devagar;
Ela, no brilhantismo da equipagem,
Ela, de olhos cerrados, a cismar
Atrai como a voragem!

Os lacaios vão firmes na almofada;
E a doce brisa dá-lhes de través
Nas capas de borracha esbranquiçada,
Nos chapéus com reseta, e nas librés
De forma aprimorada.

E eu vou acompanhando-a, corcovado,
No trottoir, como um doido, em convulsões,
Febril, de colarinho amarrotado,
Desejado o lugar dos seus truões,
Sinistro e mal trajado.

E daria, contente e voluntário,
A minha independência e o meu porvir,
Para ser, eu poeta solitário,
Para ser, ó princesa sem sorrir,
Teu pobre trintanário.

E aos almoços magníficos do Mata
Preferiria ir, fardado, aí,
Ostentando galões de velha prata,
E de costas voltadas para ti,
Formosa aristocrata!

Cesário Verde

5 comentários:

manzas disse...

Num traço de avião, desvendo o teu rosto,
Rosto de nuvem em céu azul, luz do infinito…
Infinito desfasamento de Poalhas em fundo fosco,
Fosco cálice vazio que cala a voz de um grito!

Grito queimado nas cinzas de um cinzeiro,
Cinzeiro apagado de um quarto de hotel perdido…
Perdido por um ardente amor, enamorado por inteiro!
Inteiro o calor de um corço que arde consumido.

Que nesta Páscoa receba muitas bênçãos,
Que esta passagem lhe traga
Muito amor, saúde, paz e esperança…
Por ser uma pessoa especial,
Lhe desejo…

Uma FELIZ PÁSCOA!
Bem-haja!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Princesa disse...

Obrigada pela tua visita ao meu blog adorei o teu, olha dá uma vista de olhos no meu outro "MY ANGEL" é erotico vê se gostas
uma feliz Páscoa para ti também
um beijo

Princesa disse...

Amigo
adoro esta musica obrigado pelas agradáveis
palavras que deixaste no meu blog estou a seguir o teu também,
Lindo poema será que não te importas que publique, me diz
Um beijo
"MY ANGEL "

rosa dourada/ondina azul disse...

Bela sátira em forma de poema às famosas cortes francesas!

Boa e Feliz Páscoa,

Beijo,

Aqui - Ali - Acolá disse...

Princesa (MY ANGEL)..

Em resposta ao teu pedido se eu não me importo que tu publiques o poema, eu te digo que o podes publicar à vontade, pois a ti te foi dedicado de minha autoria visto que não é cópia de ninguém, OK?
Está à vontade e força amiga, podes publicar.

Ah, uma coisa, esqueci-me de te desejar uma Boa e Feliz Páscoa.

Bjos e volta sempre que és Bem-Vinda.