28 de fevereiro de 2009

Poema: - Beatriz!...

Beatriz

Bandeirante a sonhar com pedrarias
Com tesouros e minas fabulosas,
Do amor entrei, por ínvias e sombrias
Estradas, as florestas tenebrosas.

Tive sonhos de louco, à Fernão Dias...
Vi tesouros sem conta: entre as umbrosas
Selvas, o outro encontrei, e o ônix, e as frias
Turquesas, e esmeraldas luminosas...

E por eles passei. Vivi sete anos
Na floresta sem fim. Senti ressábios
De amarguras, de dor, de desenganos.

Mas voltei, afinal, vencendo escolhos,
Com o rubi palpitante dos seus lábios
E os dois grandes topázios dos seus olhos!

Antero de Quental

3 comentários:

Deliciosamente Atrevida disse...

Nem sei como agradecer o imenso carinho e atenção que você teve ao ler meu blog... Fiquei muito lisonjeada com suas respostas a cada poema... E para completar fui provocada sim... e muito..rsrs


Bjo grande!!

Deliciosamente Atrevida disse...

Nossa és mestre em provocação?

Bjo Grande!

parapeito disse...

...o que importa mesmo...é chegar ...
contra ventos e marés e ...escolhos
:)*