28 de janeiro de 2009

Constância - Vila Poema um certo Encanto...


A História

No encontro do Zêzere com o Tejo nasceu a antiga Punhete, terra cuja História está intimamente ligada aos rios e às actividades que eles proporcionavam: o transporte fluvial, a construção e a reparação naval, a travessia e a pesca.

D. Sebastião elevou-a a vila e criou o Concelho, em 1571, reconhecendo o desenvolvimento que já então alcançara. D. Maria II, em 1836, mudou-lhe o nome para Constância, em atenção à constância que os seus habitantes demonstraram no apoio à causa liberal.

Terra de sedução e de poesia, diz a tradição que acolheu Luís de Camões por algum tempo, e a memória do Épico faz parte da alma da vila.

A chegada do caminho-de-ferro, no século XIX, e do transporte rodoviário, em meados do século XX, a par da construção das barragens, provocaram a decadência das actividades tradicionais e a vila teve de mudar de vida, virando-se para o aproveitamento turístico das suas belezas, do encanto das suas paisagens e da tranquilidade dos seus rios.

Dos tempos antigos guarda a memória dos marítimos e da sua faina, através da Festa de Nossa Senhora da Boa Viagem, um dos maiores acontecimentos do seu género em Portugal.

António Matias Coelho

in CMC

A caracterização

O concelho da Vila Poema tem três freguesias: Constância, Montalvo e Santa Margarida da Coutada. Nos Censos de 2001 a população somava um total de 3.815 habitantes

Acessibilidades

Constância tem ligação com Porto e Lisboa através das auto-estradas A1 e A23. O concelho fica localizado entre Vila Nova da Barquinha e Abrantes. Faz parte do distrito de Santarém, integra a Comunidade Urbana do Médio Tejo e inclui-se na Região de Turismo do Ribatejo.

3 comentários:

Anónimo disse...

Fica aqui o meu testemunho: Não sou de Constância, mas nutro por esta Localidade e pela sua Gente uma estima muito grande.
Trabalhei ali alguns anos e tive oportunidade de apreciar o honroso desempenho da sua Autarquia, embora não comungasse dos seus ideais.
Quanto ao "Aqui-Ali-Acolá" vejo que a sua atenção não se confina a Abrantes; pelo contrário, vem pelo Tejo a baixo, já entrou no Zêzere e quem sabe se não chegará ao Nabão.
Um abraço.

Aqui - Ali - Acolá disse...

Anónimo disse...

Fica aqui o meu testemunho: Não sou de Constância, mas nutro por esta Localidade e pela sua Gente uma estima muito grande.
Trabalhei ali alguns anos e tive oportunidade de apreciar o honroso desempenho da sua Autarquia, embora não comungasse dos seus ideais.
Quanto ao "Aqui-Ali-Acolá" vejo que a sua atenção não se confina a Abrantes; pelo contrário, vem pelo Tejo a baixo, já entrou no Zêzere e quem sabe se não chegará ao Nabão.
Um abraço.
------------------------------------------------

Caro Anónimo bom dia:

Tal como vc, também nutro por esta Vila e por esta gente uma grande estima, pois a conheço de ponta a ponta e por lá passei muitos anos de grande alegria desde os tempos em que tudo era diferente, pois esta Vila levou uma grande remodelação para melhor (no meu ver claro), e também agora é vista com outros olhos diferentes do que era antigamente.

Posso dizer-lhe que aqui passei largos anos da minha vida, nunca esquecendo tudo o que por aqui passei, pois para descriminar tudo o que passei, seria um encher de palavras quase sem fim mas no resumo aqui referido, o que posso dizer é que, sinto grande estima por esta terra como atrás cito, e lá mais pra a frente com o passar do tempo, mais irei postar sobre esta linda Vila relatando alguns factos que por lá passei e não só, pois a vida tem de tudo, o bom, o mau, o péssimo e por fim o (muito bom) que não sai da memória da vida de uma pessoa.

Sim é verdade que a minha atenção não se confina a Abrantes, pois vc como bom observador logo apanhou isto mas, por isso mesmo, é que meu Blog tem o nome de Aqui - Ali - Acolá, o que quer dizer, de tudo um pouco em qualquer lugar.

Eis aqui uma pequena descrição da minha intenção no meu Blog e, a sua visita foi bem acolhida mesmo no Anonimato o que a mim não quer dizer que deva pôr de parte os Anónimos, pois estes, também são gente e pelo menos no meu Blog tem sempre lugar para revelar as suas ideias, discriminações não o farei visto que, nunca fui pessoa desse género, cada um tem um lugar na sua maneira de estar neste mundo, e mal iria esta Bola em que estamos todos inseridos se não houvesse de tudo um pouco, então aí isto seria tudo amarelo.

Volte sempre amigo e mande cá para fora o que lhe vai na alma, pois é assim de que nós somos feitos, explodir para poder respirar bem!...

Aquele abraço,

Aqui - Ali - Acolá...

manuel marques disse...

Constância é linda.