21 de janeiro de 2012

As minhas reformas não chegam para as despesas.


"Devo receber 1300 por mês, não sei se ouviu bem 1300 euros”, disse Cavaco aludindo à pensão da CGA. Além disso, terá direito à pensão do BdP. "Tudo somado não dá para pagar as despesas".

Em declarações aos jornalistas no final da primeira etapa da visita de dois dias que está a fazer ao Porto, Santo Tirso, Famalicão e Guimarães, o Presidente da República recusou pronunciar-se sobre as recentes nomeações políticas para a EDP, afirmando que não devia expressar a sua opinião.“Como Presidente da República não tenho qualquer intervenção em qualquer nomeação para cargos empresariais ou para cargos na administração pública. É uma matéria que é totalmente da competência de outros cargos ou da competência de accionistas não devo, de facto, de expressar a minha opinião”.

No turbilhão de perguntas que os jornalistas lhe colocaram, a que criou maior embaraço a Cavaco foi a que teve a ver com o facto de o chefe de Estado receber subsídio de férias e de Natal, como reformado do Banco de Portugal. O Presidente da República olhou o jornalista durante alguns instantes e depois de fazer uma prolongada pausa disse: “Vou responder.”“Neste momento já sei quanto é que irei receber da Caixa Geral de Aposentações. Descontei quase 40 anos uma parte do meu salários para a CGA como professor universitário e também descontei durante alguns 30 anos como investigador da Fundação Calouste Gulbenkian e devo receber 1300 por mês, não sei se ouviu bem 1300 euros por mês”, disse Cavaco, olhando o jornalista.

“Tudo somado, o que irei receber do Fundo de Pensões do Banco de Portugal e da Caixa Geral de Aposentações quase de certeza que não vai chegar para pagar as minhas despesas porque como sabe eu também não recebo vencimento como Presidente da República”, disse Cavaco.

Porém, o Presidente da República não esclareceu o valor da pensão relativa ao Banco de Portugal (BdeP).Mas uma fonte não oficial do Banco de Portugal assegurou ao PÚBLICO que Cavaco Silva nunca deixou de descontar para o fundo de pensões do BdeP. Está acima do nível 18, o que equivale a uma pensão entre os 4.000 e os 6.000 euros por mês.Refira-se que a pensão máxima do Banco de Portugal ronda os 8.000 mil euros.Há precisamente um ano, o chefe de Estado decidiu prescindir do seu vencimentos como Presidente da República, no valor de 6.523 euros, e hoje, em declarações aos jornalistas, no final de uma visita ao gabinete do munícipe da Câmara do Porto, Cavaco fez questão de referir que não recebia qualquer vencimento pelas suas funções.A decisão do Presidente surgiu depois da aprovação da legislação que põe fim à acumulação de pensões com vencimentos do estado, a partir de 1 de Janeiro de 2011.

O Presidente da República acumula duas pensões, a de professor catedrático na Universidade Nova de Lisboa e a de reformado do Banco de Portugal, que totalizam cerca de dez mil euros.

==== O ====

Cavaco Silva declarou mais de 140 mil euros de pensões em 2009

Numa declaração entregue a 14 de Dezembro de 2010, quando se candidatou ao segundo mandato de Presidente da República, Cavaco Silva apresentou quase 283 mil euros de rendimentos auferidos em 2009. Destes, 140.601,81 euros foram em pensões.


Para além das pensões, Cavaco tinha um rendimento dependente anual de 142.375,70 euros (o salário de Presidente da República, do qual acabou por abdicar por imposição legal, optando por ficar com as pensões) e ainda uma pequena parcela de rendimento independente, de 21,42 euros.

Para além disto, declarou depósitos a prazo em três bancos (no BCP, BPI, CGD) que totalizavam 560 mil euros e depósitos à ordem (nos mesmos três bancos e ainda no Montepio) que ultrapassavam os 56 mil euros. Tinha também fundos de investimento e acções diversas: do BPI, BCP, Brisa, Comundo (Consórcio Mundial de Importação e Exportação, SA), EDP, Jerónimo Martins, PT, SAG, Sonaecom e ZON.

Cavaco Silva indicou ainda ser o proprietário de prédios em Boliqueime e na Quarteira e de uma garagem em Lisboa.

by - Público - Política
==== O ====

(Coments)

(Vieram-me as lágrimas aos olhos, quando ouvi as palavras do Ti Cavaco! Tem um problema igual ou pior do que a minha vizinha D. Ermelinda, que tem uma pensão de 254 euros e que gasta na farmácia mais de metade mensalmente. Mas este Sr. anda a gozar com os portugueses? Como dizia o outro, este calado era um poeta!)

==== O ====

(Alguém me explique o raio da lei! Eu já não percebo nada...

Uma velhinha que conheço tinha duas reformas: uma própria de 400 e tal euros e outra do falecido marido de 500 e trocos. Foi obrigada a abdicar de uma. O Cavaco não?)

7 comentários:

Luís Coelho disse...

Se este senhor tivesse vergonha e bom senso evitaria estas mentiras e descaramentos..........
Como podem viver os pensionistas com 350 euros e suportar todos os aumentos que lhes impuseram...?
Haja dignidade nas palavras e na política...

O Cidadão abt disse...

Ora bem, caríssimo Aqui-Ali-Acolá:

Também a este praça lhe vieram as lágrimas aos olhos!

DE momento semi-enfermo mas sempre hiper-activista, de imediato se lembrou de efectuar uma colecta na região, só que fosse de 50cêntimos por munícipe, neste concelho com cerca de 42 mil habitantes somaria a módica quantia de 21 mil euros...

O homem estava safo e no 10 de Junho lá estaria no palanque para receber a medalha!

Perdia o anonimato... mas prontes!

Afinal as lágrimas eram alergia de estar de avental meio Maçon a descascar cebolas para uma caldeirada de cherne!

Cá o Cidadão abt está de quarentena médica mas não pôde deixar de aqui bitáitar que decerto o idoso máximo desta nação troikista pró Tsé-Tung está a revelar complicações de senilidade...

A idade não perdoa... são muitos anos de desgaste à frente deste rectângulo, quer na kólidade de Primeiro Ministro, quer como Presidente da República!

Já em outras ocasiões tem dado mostras de esquecimento, principalmente quando se refere à sua pessoa no tempo presente, delegando nos outros as responsabilidades descalábricas dos últimos vinte anitos...

Em suma:
O nosso presidente esqueceu-se das restantes reformas que aufere!
Não fossem os trocos aferrolhados em títulos na banca privada...

Coitadito!

Há que lhe dar um desconto e atribuir-lhe a isenção de taxas moderadoras!

Entretanto que peça algum emprestado ao Catroga!
Para esse, os mil e trezentos euros não passarão de umas pentelhices!

O Cidadão abt disse...

Ooop's!

Atenção!

"Depesas" merece um "s"!

Aqui - Ali - Acolá disse...

Caro Luís Coelho:

Vergonha, isso não existe na mente desta gente porque de mentiras e falsas promessas estamos nós cheios até à raiz dos cabelos.

Isto é o exemplo da pouca vergonha vinda de quem é o actual chefe desta nação sem rumo.

Ao ouvir isto na TV da boca deste homem eu até pasmei de espanto com tal coisa.

Parece mentira mas é verdade, ao ponto que isto chegou para que tal pessoa goze com todos aqueles que estão em situações de miséria onde até muitos tem dias que talvez nem um prato de sopa tem para comer.

Dignidade nas palavras e na política isso é pedra morta na ideia desta gente, basta vermos a peixeirada que quase todos dias se passa na AR para que possamos saber e conhecer quem está à frente do comando deste país.

Isto parece mentira mas infelizmente é verdade.

Cumprimentos e volte sempre.

Aqui - Ali - Acolá disse...

Caro Cidadão abt.

Faz tempo que aqui não publicava algo porque por cá também a enfermidade me atacou estando ainda um pouco debilitado mas, a pouco e pouco a água há-de ir ao meu moinho.

Pois é, uma colecta deste género todos meses era ouro sobre azul para se levar uma vida de lorde.

Senilidade para certas coisas isso sim porque a palheta na hora da verdade toca sempre bem alto mas, querer fazer dos outros parvos isso não lembra a ninguém.

Esta coisa de se querer enganar as pessoas com tretas destas é de bradar aos céus.

Se 10.000 € por mês não chegam para pagar as despesas então o homem deve gastar à bruta, não falando daquilo que ele tem nos depósitos bancários a prazo e à ordem, acções, poupanças reforma, obrigações etc..

Mas que grande caldeirada de mentiras saíram da boca deste homem que é o chefe desta nação que caminha para a podridão ao mando de quem a governa.

Será que esta gente dorme descansada ao pensar que por esse país fora tantas pessoas vivem no limite da pobreza não contando com aqueles que nada tem e vivem à mingua de esmolas diariamente?

Afinal qual é a ideologia deste homem para que com este descaramento proferiu tais palavras que geraram uma onda de indignação total por quase toda a população de Portugal?

No fim de tudo isto apetece-me dizer:

Ai do povo de Portugal que tanto se sacrifica dia após dia para sobreviver neste lamaçal de mentiras e falsidades onde irás parar?..

Tal como vc diz:

Coitadito!

Há que lhe dar um desconto e atribuir-lhe a isenção de taxas moderadoras!

PS: - Grato pelo reparo nas depesas, e então foi logo no título do post, isto acontece né, mas talvez fosse derivado ao ficar apanhado com uma coisa destas.

As melhoras lhe desejo eu cá fico esperando o arribar das minhas.

Inté à próxima.

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Primeiro deixa-me perguntar-te se estás melhor...Estou a torcer!
Quanto ao nosso Presidente...fiquei com tanta pena que, até estou a pensar abrir uma continha em nome dele, antes que alguém o encontre nalguma esquina de Lisboa na companhia dos sem abrigo...coitadito!!
Beijo amigo.
Graça

Amor feito Poesia disse...

Traze-me um pouco da tua lembrança,
aroma perdido, saudade da flor!

Bom dia e beijos perfumados prá voce! M@ria