6 de fevereiro de 2011

A Gentil Camponesa


MOTE
Tu és pura e imaculada,
Cheia de graça e beleza;
Tu és a flor minha amada,
És a gentil camponesa.


GLOSAS
És tu que não tens maldade,
És tu que tudo mereces,
És, sim, porque desconheces
As podridões da cidade.
Vives aí nessa herdade,
Onde tu foste criada,
Aí vives desviada
Deste viver de ilusão:
És como a rosa em botão,
Tu és pura e imaculada.

És tu que ao romper da aurora
Ouves o cantor alado...
Vestes-te, tratas do gado
Que há-de ir tirar água à nora;
Depois, pelos campos fora,
É grande a tua pureza,
Cantando com singeleza,
O que ainda mais te realça,
Exposta ao sol e descalça,
Cheia de graça e beleza.

Teus lábios nunca pintaste,
És linda sem tal veneno;
Toda tu cheiras a feno
Do campo onde trabalhaste;
És verdadeiro contraste
Com a tal flor delicada
Que só por muito pintada
Nos poderá parecer bela;
Mas tu brilhas mais do que ela,
Tu és a flor minha amada.

Pois se te tenho na mão,
Inda assim acho tão pouco,
Que sinto um desejo louco:
Guardar-te no coração!...
As coisas mais belas são
Como as cria a Natureza,
E tu tens toda a grandeza
Dessa beleza que almejo,
Tens tudo quanto desejo,
És a gentil camponesa

António Aleixo

11 comentários:

Isa GT disse...

Já não há camponesas... estão todas empregadas em call centers ;)

Bjos

O Cidadão abt disse...

Alto aí, caro Aqui-Ali-Acolá!

"Caponesa" era o elemento feminino de determinadas organizações italianas que nada tinha de gentil!

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Amigo,

Estive por uns dias, ausente do blog.

Mas agora estou de volta.

Passei para desejar a você uma semana abençoada.

Fica com Deus.

Abraços.

Amor feito Poesia disse...

"....Cuidado com os olhares de quem não sabe te amar...
eles costumam lhe fazer esquecer que você vale a pena... "

(Fábio de Melo)

Feliz Semana e Beijos meus! M@ria

M@ria disse...

Quando te falo e sei que me ouves
sinto como se minha voz voltasse
como um eco através dos horizontes
e apenas por isso
já sou feliz.

Lou Witt

Beijos e carinhos meus......M@ria

Vinicius.C disse...

Olá que maravilhaa adorei conhecer seu blog!

Eu vou voltar!

Aproveito para apresentar meu blog, "Alma do Poeta" espero que possa navegar por lá.

Exelente noite de Quarta F!

AFRICA EM POESIA disse...

Um beijooo

Vim deixar a noticia...

Sábado dia 19 De Fevereiro

Tenho apresentação do meu livro

Caminhei ...Caminhando
e a apresentação de Algumas telas...

a Apresentação Será às 15H 45 Minutos
na Casa Luso-Angolana

Associação Lusófona do Porto

PRAÇA DAS FLORES

Edifício Fontanário.

Porto

Conto contigo e leva amigas(os)


beijos

Vinicius.C disse...

Olá!

Sem ser repetitvo, venho para desejar um ótimo fim de semana!

Nos encontramos no Alma.

Vinicius.

Líricas Imagens disse...

Certas coisas se juntam de maneira tão inexplicável
Que eu chamo isso de Deus

Caio Fernando Abreu

Bom Fds e beijos meus.....M@ria

Vinicius.C disse...

Oiii!!

Passando para desejar um ótimo domingo!

Se possivel, nos encontramos no Alma!

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Adorável, pueril, cheio de encanto este poema de António Aleixo.
Trouxe uma frescura leve ao teu blog e, por mim, passa um cheiro estonteante a feno...
Talvez já não hajam camponesas cheias de pureza como esta... mas ninguem pode negar o viço e a grandeza desta camponesa de Aleixo!
beijos e uma boa semana.
Graça