19 de julho de 2010

Feliz Habitação da Minha Amada!.



Feliz habitação da minha Amada,
Ninho de Amor, albergue da Ternura,
Onde, outro tempo, a próspera Ventura
Dormia nos meus braços, descuidada.

Então, minha Alma terna, embriagada,
Gostava do prazer toda a doçura:
Hoje, contrária minha, a Sorte dura
Do teu Éden Amor, m'impede a entrada.

Com que mágoa, de longe te diviso!...
Com que pena cruel!...
Com que saudade!
Ah! que não sei como não perco o sizo!...

Bárbara Sorte! Ao menos por piedade,
Se me privas da entrada do Paraíso,
Deixa ver me, de Armânia, a divindade
.

Francisco Joaquim Bingre

12 comentários:

angela disse...

Triste poema suplicante, mas belo.
beijos

ஐ¸.*Lady *.¸ஐ disse...

Ninho de amor, alberque da ternura...
Que coisa mais linda.
Palavras singelas, cheias de ternura, a alma se sente segura diante de tanta doçura.
Tenha uma semana especial.
Com carinho, Lady.

Luís Coelho disse...

Um soneto muito belo mas com uma linguagem que o torna difícil de entender.
Parece que entrar no coração da amada é de todo impossível.
Seremos nós capazes de forçar o coração de alguém.........?
O amor para entrar nessa habitação conquista-se diariamente.

Jorge disse...

Poema belíssimo, com muito sentimento, enquadrado por inusitadas imagens de paz [pomba] e amor [rosa].
Abraço amigo,
J

AFRICA EM POESIA disse...

E o Sporting é o meu grande AMOR...


Beijos

Isa GT disse...

Amor que é amor dá-se, sem esperar receber nada em troca e a quem o queira receber :)

Graça Pereira disse...

Querido Amigo
Obrigada por todo o teu apoio e amizade... a nossa força é tambem a força dos amigos!
O teu novo portal está lindissimo...a condizer com a "Habitação da tua Amada". Não conhecia este poeta e merece ser divulgado e aqui no teu Blog, tu cumpres essa missão muito bem.
Parabens!
Um beijo cheio de ternura
Graça

Hod disse...

Belo Soneto,

Amigo,

Hoje celebramos data significativa, a semente que une a todos aqui neste universo!!
Onde o tempo não envelhece as lembranças de bons momentos...É memória.
Amigo é casa, calor e acolhimentos.

Feliz Dia do Amigo ,

Forte Abraços....

Caminhos Poéticos disse...

Quem tem um amigo, mesmo que um só, não importa onde se encontre, jamais sofrerá de solidão; poderá morrer de saudades, mas não estará só.

Amir Klink


FELIZ DIA DO AMIGO!!ADORO-TE! M@RIA

♫ ♪ Wilson ♫ ♪ disse...

Poema lindíssimo, amigo.
Fiquei emocionado.

Parabéns!

ANTOLOGIA POÉTICA disse...

Enganam-se os que julgam-me pelo sorriso
Farto; larga calçada de poesia embriagada
Pois em mim nada há do que dizer preciso
A não ser a ânsia louca pela vida; mais nada

(Lena Ferreira)

AMor & Poesia.....Beijos M@ria

Tatiana disse...

Palavras belas e intensas num triste poema.
Saudades daqui e de você!
Um beijo com o meu carinho