6 de junho de 2009

Eu e Tu!..


Eu e Tu!..

Dois! Eu e Tu, num ser indispensável! Como
Brasa e carvão, centelha e lume, oceano e areia,
Aspiram a formar um todo, — em cada assomo
A nossa aspiração mais violenta se ateia...

Como a onda e o vento, a Lua e a noite, o orvalho
[e a selva
— O vento erguendo a vaga, o luar doirando a
[noite,
Ou o orvalho inundando as verduras da relva —
Cheio de ti, meu ser de eflúvios impregnou-te!

Como o lilás e a terra onde nasce e floresce,
O bosque e o vendaval desgrenhando o arvoredo,
O vinho e a sede, o vinho onde tudo se esquece,
— Nós dois, de amor enchendo a noite do degredo,

Como partes dum todo, em amplexos supremos
Fundindo os corações no ardor que nos inflama,
Para sempre um ao outro, Eu e Tu, pertencemos,
Como se eu fosse o lume e tu fosses a chama...

António Feijó

5 comentários:

Helô Müller disse...

Bela poesia !!
O amor é lindo ... ai ai !
Beijos meus
Helô

Parapeito disse...

uiiii como gosto desta musica :))
Vou escutar até ao fim...e depois ja escrevo sobre o Eu e Tu :)
Gostei...O amor é quando a gente mora um no outro (Quintana)
O sabado ja passou...que venha um domingo para ti e os teus cheio de cor e brisas mansas*****

Vieira Calado disse...

Bonito!

Música e poema.

Abraço.

Princesa disse...

Linda poesia
sempre bem escolhida, realmente o amor sempre o amor é que nos move mas será que podemos viver sem amor, claro que não, o amor nos alimenta a alma.

Espero que esteja tudo bem amigo que o fim de semana tenha sido bom com muita saúde e amor.
....

Queria ser um pássaro voando
Perdendo suas penas ao vento
Levaria em revoadas
Meus sonhos ...

Daria, por eles, asas ao tempo...
E ficaria à espera
De que voltassem
Cantando ao regresso,

Trazendo, lá de cima
A paz e o encanto para meu ninho..
Uma boa semana com tudo de bom
Beijinhos meu bom amigo

Vieira Calado disse...

Olá, de novo!
Obrigado pelo seu comentário no meu blog.

Sabe... a maçã também tem outras conotações...

que, pelos vistos, e segundo os textos bíblicos,

completamente influenciaram as nossas vidas.

Por isso, eu disse maçã. E não, pêra, por exemplo.

Os meus calorosos cumprimentos.