13 de abril de 2009

Soneto do Amor Total!..


Soneto do Amor Total!..

AMO-TE TANTO, meu amor... não cante
O humano coração com mais verdade...
Amo-te como amigo e como amante
Numa sempre diversa realidade.

Amo-te afim, de um calmo amor prestante
E te amo além, presente na saudade
Amo-te, enfim, como grande liberdade
Dentro da eternidade e a cada instante.

Amo-te como um bicho, simplesmente
De um amor sem mistério e sem virtude
Com um desejo maciço e permanente

E de te amar assim, muito e amiúde
É que um dia em teu corpo, de repente
Hei-de morrer de amar mais do que pude.

Vinicius de Moraes

4 comentários:

manzas disse...

Desperto encostado á escura noite
Na velha e dura calçada do relento…
Na cama onde a chuva é açoite,
Agasalho-me com lençóis feitos de vento!

Grato sempre pela
Bem-vinda visita
E comentário!
Uma boa semana,
No abrigo da paz
E do amor!

O eterno abraço…

-MANZAS-

Seline disse...

Desconhecia este poema lindo... como uma tentativa de definir formas de amar. A meu ver soam sempre incompletas perante a magnitude de tal sentimento...
Doce beijo de ternura

Princesa disse...

Bonito Soneto
Descreve o amor
como é bom amar e ser amado

Obrigado amigo pela tua visita ao MY ANGEL
realmente estava triste pela tua ausencia lá
um beijo e passa um reste de um bom dia e uma boa noite

Pelos caminhos da vida. disse...

Hoje é o Dia Nacional do Beijo,passei aqui para deixar um pra vc.

beijooo