30 de março de 2009

Doce Certeza!..


Doce Certeza!..

Por essa vida fora hás-de adorar
Lindas mulheres, talvez; em ânsia louca,
Em infinito anseio hás de beijar
Estrelas d´ouro fulgindo em muita boca!

Hás de guardar em cofre perfumado
Cabelos d´ouro e risos de mulher,
Muito beijo d´amor apaixonado;
E não te lembrarás de mim sequer...

Hás de tecer uns sonhos delicados...
Hão de por muitos olhos magoados,
Os teus olhos de luz andar imersos!...

Mas nunca encontrarás p´la vida fora,
Amor assim como este amor que chora
Neste beijo d´amor que são meus versos!...

Florbela Espanca

4 comentários:

Seline disse...

Lindo, mas tão melancólico...
Obrigado pela possibilidade de reler uma das minhas poetisas de eleição :)
Beijo terno

Desejos Aliciantes disse...

Adoro os poemas da Florbela Espanca...
pena ela ter tido o destino que teve amar e morrer amando o próprio irmão, um amor condenado...
pior ela ter dado fim a própria vida aos 30 na festa de aniversário...
triste
mas os poemas são lindos e por eles ela sempre estará viva...
Boa tarde pra vc...
Uma ótima semana
Beijos aliciantes

Gleiciane disse...

Oila!sumido tem selinho da páscoa lá p/vc!

bjinhos!

Joéliton disse...

Desculpas.....rs......confundi..
O seu texto esta muuito lindo;;

abraços